de Stefan Duncan Gallery

29.11.06

tu, nevoeiro.

by_ssuunnddeeww

de costas para a neblina que te encobre sinto-te no ar. por todo o lado.

que é isto que me ocorre se mal te sei o rosto já?

que brincadeira tola do destino ou que festa ou que hino à vida que ainda há?

e sei que nem vou ver-te. nem tocar-te. e sei que tu não sabes o que sinto nem nunca to direi. e rio-me disto tudo como de uma novela apatetada de TV. e, no entanto, sinto!

e é tão bom sentir o que ora sinto como deve ser para a árvore sequiosa debruçar-se num rio até quase cair.

e mesmo sem saberes a intensidade deste espanto e sem saber eu ou querer, cair em mim, sinto-te e caio em ti!

Keith Levit


Comments:
boa!
mas eu apanhei.te na queda livre

eheheheheeheheh


bêjes ,quemadre!



( e fui a primêra a pisar a relva do tê jardim .vou.me de mansinhe )
 
weg

encantador...encantador.

beijos carinhosos

della
 
também gostei
(também já senti o mesmo mas foi embora)

beijos

bom fim de semana
 
Já te dexi uma gorpelha de beges no post de baxo, pela beleza da tu escrita. Aqui dexo otra
 
"sinto-te no ar. por todo o lado."

é isso mesmo, ... é como os passos de uma pessoa conhecem-se sem ver

gostei muito

:)
 
Olá!

Paixão? Platónica? Ou li mal?

(E diz a senhora que está velha... que seria em nova?)

BFS
 
Saudades, melancolia...
Vou fugir...
Beijinhos
 
Depois de uma parajem forçada, na saudade recolho o perfume das tuas mágicas palavras...com as minhas desculpas na ausencia, mas a vida Às vezes interrompe-se...

Doce beijo
 
Weg

Retorno para assistir, na quietude do meu canto, um texto escrito com alma. profundamente sentido e entregue.
Parabéns por dize-lo.
Confissão.(?)Aprendizagem.(?)


cordda
 
Gostei tanto.
Mas, tanto destas linhas..
Deste sentir...
Deste.. rugido.
........
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Divulgue o seu blog!

Estou no Blog.com.pt

blogwise

Creative Commons License
Esta obra está¡ licenciada sob uma Licença Creative Commons.