de Stefan Duncan Gallery

13.11.06

a talhe de foice

Lucidio Studio

ou simplesmente porque sim, lembrei-me como tudo aconteceu.

*"era uma vez dez meninas duma aldeia muito probe/ deu um tranglomanglo nelas não ficaram senão nove..."

era uma vez... até chegarmos a só duas meninas que até pareciam ser irmãs e brincavam à solta aos domingos nas praias de magoito.

pois.

rapidamente a mais velha deixou de brincar e passou a andar por caminhos já feitos. feitos por medida. feitos para meninas que se querem como as mães as previram conceberam fabricaram.
por medida. a condizer: com os cabelos com os vestidinhos para bonecas com as tranças nunca despenteadas e sem puxões de raparigas ou rapazes.

zero.

e a brincadeira nunca mais voltou.

Keith Levit.

sobrou uma menina que por ser mais nova, não deixava de ver nem de sentir.
tapou os olhos com o verde das coisas como o pai da Antígona arrancou os dele "para não ver mais nada!"

não tinha saído como a concebera a mãe. isso já eu contei num post abaixo. e à irmã, que ela desconhecia agora, tinham ensinado a não-brincar. que é como se devia ser menina.

também lhe ensinaram outras coisas como a ser a melhor e a mentir sempre que fosse preciso salvar a face ou escapar às situações. assim se vence.

a outra era mais lenta e nunca aprendeu. não tinha nascido para ser célebre nem nada. tinha nascido para viver. mas viver tudo. até ao fim. até à cicuta se preciso fosse.

Sami Sarkis

foi assim que a menina que não era esperta, preferiu os caminhos de terra aos caminhos de asfalto e se perdeu no mundo. nunca mais ninguém a viu.

*"era uma vez duas meninas..."


onde andará cada uma?



* excertos de poema de Mário Cesariny


Comments:
dedicado ao Silvestre com um sorriso. por ser verdade. ainda que não a total. :)

Beijos.

:)
 
entre ser esperta e inteligente (ainda bem) vai uma grande diferença :))

e cá para mim sempre preferi os inteligentes eheheheheh

as tuas palavras continuam lindas. dolorosamente lindas.

beijo para ti

(de quem é realmente tímida em afectos!!)
 
p.s. qual o problema de viver tudo? até ao fim? ;)
 
subscrevo na íntegra as palavras da Teresa que há.de sempre chegar antes de mim
.
.
isto de ser ave tem muito que se lhe diga
.
posso lançar um palpite?
a inteligente vive - se é feliz? duvido!
a esperta vegeta - e é feliz de certeza absoluta!

um enorme beijo
 
Nos dias de hoje é bom saber dosear a inteligência com alguma sagacidade...
Este espaço é frescooo, calmooo... que bom!
 
inteligência e esperteza
são as duas importantes, e ter a capacidade de usar as duas é a melhor opção

optando só por uma, algo se perde pelo "caminho"

...

gostei muito


:)
 
era uma vez duas meninas...
uma já sabia onde está, a outra? bem, a outra encontrei-a quando me "roubou" duas fotos... e as colocou num Post deste maravilhoso cantinho.
Beijo grande
vai ver o mail
 
weg

gosto da menina que está aqui....
o tempo com ela é infinitamente melhor.

beijos carinhosos

della-porther
 
Obrigado Weg M.
Beijo
 
weg

boa menina!!!!!!

beijinhos

desire
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Divulgue o seu blog!

Estou no Blog.com.pt

blogwise

Creative Commons License
Esta obra está¡ licenciada sob uma Licença Creative Commons.