de Stefan Duncan Gallery

3.10.06

a ilha

by Aleksis Moisio

quando a alma nos é uma minúscula ilha e não basta de todo haver presente

e o futuro parece que se aninha ao colo do sol, no fim do poente

Warren

aí, se a ave que se veste de negro mas canta as cores de todo o universo

se junta a mim no tal desassossego de quem sabe mais do que cabe num verso

olho-a e ganho de novo a noção de infinito e solto, em liberdade, a dor num grito.


Comments:
já liguei os fios e o link vai já para o ar blogosférico.

gosto do post por isso vai para a galeria.
:-)

bjs
 
nã grites!
olha a garganta!

( e nã te marafes comigue ,óviste? há lugar p'ra todes .p'r´os certinhes .p'ros cinzentinhes e p'ros maluqinhes ,mas felizes ,à manêra deles )
.
.
.
e nã inches em demasia qu'a rã rebenta e eu fique sem a 'nha rã
.
.
dêxe.te a púcara do lête em cima da chaminé .o mel tá do armaire ,em baxe ,à derêta
.
come o mê verse ( desculpa ) o biscoite do universe ... tem as cores do arque íris

bêjes ,miúda!
 
weguinha!

a sério. um beijinho .as melhoras .até amanhã
 
Hoje agradeço porque sim lol

adesenhar, obrigada pela ternura do costume, tu és suspeitíiiiiisssiiiimomas... BJS :)

---------------
-Al-jib ganda maluco/a a tua lókura é meia cura. amanhã lá vou bulir e nã sou paga à letra. vou é apreveitande a net enconto nã chegue à reforma, que depois só per pestal de correio.

Pá próxima vê se dexas um chazinhe quê nã sou lá munto dada ó lête mas bubi pq faz ben.

bejes. :)
 
Passei e fico esta noite...
 
Olá!
Parabéns pelo teu projecto. Tem muita qualidade.
 
weguinha

muito lindo esse melro...pura liberdade...adorei.

melhoras viu? se cuide.

beijos carinhosos
dellinha
 
Não conhecia este teu espaço e fiquei deveras encantada com o que vi e li!

Um abraço desses que confortam a alma!
BShell.oºoºoºoºoºoºoºoºoºoºoºo
 
muito bonito ;)

tinha saudades de te ler

beijinhos

alice
 
posso entrar srª drª weg?

o meu amigo al-jib pediu.me que
lhe viesse trazer um chazinho quente com mel
.
.
.
teve de recolher.se em retiro ,por uns dias ,no deserto ,farto do cinzentão das cidades
.
.
onde quer que deixe a chávena?
ah, e pediu.me que também lhe desse um beijinho edesejasse as melhoras .vou apanhar o combóio porque o barulho da cidade provoca.me dor de cabeça
.
as suas melhoras ,sim?
 
Não me chega haver presente
do futuro não me arreceio;
se me quiserem ver contente
convidem-me para um passeio.*

Albertto Legível.

*... campestre, em dia luminoso mas de pouco calor.

:)
 
adorei!!

(estou de novo com poucas palavras)

beijo
 
Não sabia que o poema
é um tumulto,
um verso
que pode abalar
o Universo...
depois da dor
libertada num grito,
eu acredito!...


Um beijo...
 
esta lindo
beijos
 
Obrigadinha a todos pela simpatia.

Estou mesmo com o caminho parado, alberguei-me onde houvesse um chazinho quente e fui a uma farmácia por antibiótico. O/a al-jib mandou mel do deserto e não tarda nada estou pronta para mais um grito ou um sussurro voluntário.

Fiquem todos bem e Viva a República.

;)

Bjs
 
"Aninha ao colo do sol"..
..
E sentes a pedra de ontem?
A árvore junto dela?
Ou simplesmente o chocar da águia?
..

Um abraço muit grande para ti.**
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Divulgue o seu blog!

Estou no Blog.com.pt

blogwise

Creative Commons License
Esta obra está¡ licenciada sob uma Licença Creative Commons.