de Stefan Duncan Gallery

28.10.06

Hoje

Joan Ramon Mendo Escoda


saio do abrigo e vou saudar o sol.


hei-de voltar. se alguma coisa houver para contar.

Comments:
há muitas coisas para contar... se quizeres contar eu ouço e quizeres ouvir eu conto...
esperarei...
 
:)
COnta, amigo, conta. estou ávida de ouvir.

:)

Beijos
 
e tu nã te faças de môca porque também tens coisas ( e não são poucas ) p'ra contar

mas como te dá a preguicite aguda
,toca a desculpar com o sol

conta ,Amiga ,conta.estou ávido(a) de ouvir

eheheheheeheheh

bêjes!
 
se fores ler o último dos 18 comentários no teu Post "e a tempestade veio" sabes parte.Depois vais aos 10 comentários do teu Post "choveu" sabes outra parte...para saber mais "querida comadre" em varelaraposo@mail.pt
No intervalo de intervalo de 2 poemas: cavo a terra, apanho azeitona,vou dar aulas, tiro fotos,corro corro este caminho e descanso algures no alto da serra de Serpa, entre Vila Nova de S. Bento e Mertola.
Weg desculpa a pergunta és médica?
responde no mail sempre que quizeres estou aqui.Fico á espera.
Beijos
 
Arredia nmas não ausente, Quemadre.

Nos intervalos falo. Tens razão no post abaixo o dar sinal. :)
A todos peço desculpa por n ter visitado os respectivos blogs, mas o meu pc esteve com um virús que cheguei a pensar ser a gripe das avea. Estive horas a resolver isso.

Bejes Quemadre. Para ti e o resto dos Mosqueteiros.

--------------

Caminhos, já enviei mail. Mas claro, tinha lido os teus comentário.

Beijo com sotaque alentejano. :)
 
Comquentão en andorre!
 
tranquilo...
 
beijos
 
(gripe das aves??? não gostei nada!!!!)

mas espero, estou vacinada!!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Divulgue o seu blog!

Estou no Blog.com.pt

blogwise

Creative Commons License
Esta obra está¡ licenciada sob uma Licença Creative Commons.