de Stefan Duncan Gallery

23.8.06

as folhas começaram a secar

escorre a água das bagas já despidas, lavo os olhos. ainda não é outono, infelizmente.

sara heinrichs

preciso procurar uma fonte ou um rio.
fecharam as fontes quase todas. sabe a secura vê-las sem correr, sem as ouvir, lembram ruínas, sinais de pedra que apontam para o passado, para a memória de novo:

- queres vir com o pai de moto ao Alentejo, filha?

- vai pela estrada das fontes? vai?

- vou, fica descansada. nem tu te calavas se eu não fosse...

ria. não ri mais. não que se veja. foi rir para as estrelas como o principezinho. ele era assim, ele é assim. bem humorado até à morte e depois dela.

sacudo os cabelos. sacudo a dor também.

depois da chuva o sol quente demais, depressa seca as gotas refrescantes. a terra geme. ando mais devagar. desço à aldeia para me abastecer. não me sento. não quero. atiro para a mochila o mais que posso e livro-me das mesas cheias de objectos sujos de gente.


michael singer

de caminho, pergunto onde haverá um rio.

- ali abaixo, não tem grande caudal. com este calor... se não chove este ano...

se não chove este ano e os anos que vierem, a terra morrerá. sei isso bem e não respondo. dou-lhe um sorriso em troco, que sou pobre. sigo em frente na direcção da água que ainda há.


José Lopes


quero sair da vida com os olhos a reflectir os rios da minha terra, com a água a levar os segredos dos namoros sussurrados nas margens.

é tão bom namorar ao som de um rio que corre!


Comments:
A viagem continua...
Cheia de belas imagens descritas por palavras com sentidos...
Vou continuar a acompanhar esta viagem interior e exterior. :)
 
Gosto muito deste paseio pelo tempo, onde tanto de belo é dito, tanto é recordado.
Água a correr...uma frescura.
Como o que escreves.
Beijinhos
 
uma relação de afectos é também um rio que corre

um grande beijinho

alice
 
o rodopio do tempo e de nós
.
.
.
passamos ,com mais ou menos caudal ,conforme as estações
.
.
a caminho do mar
.
imenso

boa viagem ,amiga ,e quando avistares o mar - imenso - dá um mergulho por mim ,certo?
 
gostei de ser levada ao longo deste rio
um rio é isso transforma muda altera, mas também pode secar

tal como nós
...

:)
 
... que a água não lava segredos...
leva-os!
Apetecia-me repetir o que disse... sabias?

daniel
 
Gostava de responder a cada um mas são tao elogiosos todos, que o que me sobra é um geral OBRIGADO e SINTAM-SE em Casa.

Um beijo Anaïs,Girassol, Alice, al-Jib, Um outro olhar, Daniel.

:)
 
De longe, muito longe...uma noite mágica para ti...
 
:)

Olá Mago!

sempre capaz de uma surpresa boa!

Vive bem e traz o que viveres.

Obrigada
 
Olá feiticeira, trago comigo o espaço intermédio entre o querer e o tempo e um rio de águas incontidas...

Doce e mágico beijo
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Divulgue o seu blog!

Estou no Blog.com.pt

blogwise

Creative Commons License
Esta obra está¡ licenciada sob uma Licença Creative Commons.